domingo, novembro 01, 2009

Amores

Quais amores me encantam?
Os impossíveis e apaixonados
Os desesperados e inquietos
Os solitários e calados
Os amores dos desconsolados
Dos desvalidos e abandonados
Os amores mortos em vida
Os vivos mesmo após a morte
Os amores dos calafrios
Das noites febris e em claro
Os amores puros e inocentes
Da juventude pudica
Os amores que causam frêmitos
Que dissipam dúvidas
E suscitam tantas outras
Amores dispersos e encobertos
Amores saudáveis ou doentios
Possessivos ou libertadores
De sonhos ou reais
Amigos ou desleais
Quero amores que vivam em mim
Que despertem o que jaz adormecido
Que transformem a velhice em primavera
Que tenham o odor das rosas da madrugada
Os amores que exalam amores
Doces como doces licores
Suaves como ondas dos mares
Amores como o amor de verdade

1 Comentários:

Blogger Camila Lispector disse...

Tb me encantam todos os amores.... Belo poema. Bjos

7:08 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial